08002825480

Vendas na Páscoa: transforme sua cozinha na fábrica do coelhinho

Ler depois

Vendas na Páscoa: transforme sua cozinha na fábrica do coelhinho

Ler depois

Nem só de ovos vive o Coelhinho! Confira dicas para vender mais na Páscoa e transforme sua cozinha numa verdadeira fábrica de chocolates, mimos e lucros.

Se você já trabalha no segmento de confeitaria, sabe que agora é hora de aumentar sua produção. A Páscoa é uma excelente oportunidade para ganhos extras e rendimentos, pois a procura por chocolates, tortas e bolos nesse período  aumenta consideravelmente.

As vendas na Páscoa, em 2016, apresentaram um resultado aquém do esperado, mas no ano passado os números mostraram grandes melhoras para esse setor sazonal.

Assim, é hora de aproveitar a oportunidade e crescer junto com um mercado bilionário. Para ajudar, destacamos 10 dicas para fazer de sua cozinha uma fantástica fábrica de chocolates!

1. Faça ovos de chocolate artesanais

A dica número um não poderia ser outra. Produzir ovos de chocolate artesanais é uma excelente alternativa para quem quer aproveitar todas as oportunidades que a época da Páscoa pode oferecer.

O processo de fabricação não é difícil, e com poucos ingredientes é possível fazer um ovo pra lá de gostoso. Para a embalagem também serão necessários poucos produtos e todo o processo pode ser concluído em pouco tempo. Use sua criatividade e capriche no visual!

2. Diversifique com outras delícias

Vendas na Páscoa

Nem só de ovos de chocolate vive o Coelhinho. As possibilidades de produtos são variadas, e você pode explorar outros quitutes, como bombons — inclusive para rechear os ovos —, trufas e até brigadeiros. Assim como nos ovos de Páscoa, o sabor e a textura são muito importantes!

Vale apostar também na criatividade para fazer embalagens lindas e atraentes, aumentando, assim, suas chances de venda.

3. Ovos para diabéticos – Não se esqueça do público alternativo

Ora, quem não gosta de doces e chocolates? Provavelmente quase todo o mundo não é mesmo? Infelizmente existem pessoas que não podem degustar essas delícias. Crie uma alternativa para eles e inclua ovos e doces diet para diabéticos.

Mas cuidado, você precisa garantir que realmente não há qualquer tipo de açúcar que pessoas nessas condições não possam comer. Além desse público, há, ainda, veganos, celíacos, intolerantes à lactose e muitos outros. Que tal abrir seu leque de clientes?

4. Monte cursos de confeitaria ou artesanato

Vendas na Páscoa

Outras pessoas também querem aproveitar a Páscoa para aumentar a renda. Antecipe-se e ofereça cursos rápidos e workshops de artesanato ou culinária a preços acessíveis — desde que cubram seus gastos e permitam lucrar. Assim você se torna referência e ajuda outras pessoas e novos empreendedores.

Essa é uma excelente oportunidade para, inclusive, começar uma nova atividade que permitirá o aumento de seus rendimentos ao longo do ano. Procure manter o relacionamento com as pessoas que aprenderem suas técnicas, invista em comunicação digital pelo Whatsapp e redes sociais e ofereça outros workshops posteriormente.

5. Venda bichinhos de pelúcia

Pais, mães, filhos, namorados, noivos… um público bastante variado compra na Páscoa e muitas dessas pessoas também gostam de dar presentes diferenciados com os ovos e chocolates.

Um alternativa é incluir bichinhos de pelúcia aos doces que você vender.

Não tem problema se você não souber fabricar os brinquedos. É possível comprar no atacado, economizar e aumentar a margem de lucro. Mas atenção: calcule antecipadamente a demanda. Afinal, você não quer que os bichinhos fiquem órfãos depois da Páscoa, não é mesmo?

6. Invista em cestas de café da manhã

Essa é uma outra possibilidade que pode ser “esticada” para o restante do ano. A vantagem é que não será necessário gastar tanto em processos de fabricação, você poderá comprar os produtos e montar cestas de café da manhã conforme sua criatividade e bom gosto permitirem.

7. Ofereça alimentos típicos da época

A Páscoa é, antes de mais nada, um feriado cristão e judaico. Logo, é esperado um aumento também no consumo de peixes e vinhos. Nesse caso, você precisará contar com estrutura para armazenar os peixes, que precisam permanecer congelados em freezer ou em gelo. Para os vinhos, garanta espaço para o estoque. Pode não parecer, mas vinhos mal acondicionados estragam.

Os peixes podem ser comprados no mercado de abastecimento local de sua cidade. Procure pelo CEASA ou, na falta de um, prefira locais onde se vendam peixes e frutos do mar em maior variedade ou que sejam especializados nesse tipo de gênero alimentício.

Com os ingredientes em mãos, use a criatividade e monte ceias prontas para venda. Você pode oferecer apenas alguns pratos ou as refeições completas, com bacalhaus ou moquecas e acompanhamentos, por exemplo.

8. Busque diferenciar-se da concorrência

Mesmo que você não seja especialista, é possível aprender o suficiente para vender produtos com qualidade superior e que não sejam caros. Procure por ingredientes não tão conhecidos em sua região, desde que estejam de acordo com o gosto local, e arrisque-se a fazer algo diferente.

Para minimizar o risco, você pode fazer uma breve pesquisa para avaliar a receptividade. Por exemplo, será que as pessoas gostariam de ovos de chocolate com recheio de frutas vermelhas ou sem lactose? Comunique-se e ofereça a seu público aquilo que gostariam de comprar.

9. Use o Whatsapp e o Facebook para divulgação

Você já usa o Whatsapp para conversar com amigos, conhecidos e familiares? Ótimo, é a hora de aproveitar todos esses contatos para fazer aquela divulgação dos produtos que você tem para vender na Páscoa. Se preferir algo ainda mais profissional, use o aplicativo Whatsapp Business, que conta com recursos muito úteis, como respostas automáticas e estatísticas, além de chamadas para números fixos.

No Facebook, explore os recursos oferecidos pelas fanpages e páginas profissionais destinadas a negócios, que contam com ferramentas próprias para quem vende produtos ou serviços.

10. Capriche no atendimento

Além de oferecer produtos diferenciados, você pode tornar a experiência das pessoas ainda mais inesquecível com um atendimento VIP. Faça como a célebre Mary Kay, que dizia tratar a todos como se andassem com uma placa dizendo “faça-me sentir especial”.

Observe também aspectos como:

  • Controle de produção — avalie quantos produtos você poderá fazer, projetando as vendas;
  • Estoque — certifique-se de que o espaço que você é adequado ao armazenamento;
  • Infraestrutura —  conte com freezers, geladeiras, veículos para entrega e os equipamentos necessários;
  • Gestão do tempo — calcule quanto tempo você precisa para dar conta da produção;
  • Encalhe — é preciso considerar esse aspecto e como você lidará com ele;
  • Localização — onde você pretende vender seus produtos e qual é a demanda esperada;
  • Formas de pagamento — tente diversificar e oferecer o máximo de opções que puder;
  • Comunicação — conte com um plano de telefonia que permita comunicar-se livremente. Nada pior do que deixar de aproveitar as vendas na Páscoa por que os créditos do seu plano acabaram!

E aí? Pronto para começar a empreender na Páscoa? Não perca mais dicas de empreendedorismo, tecnologia e gestão. Assine nossa news e receba novidades exclusivas em seu e-mail.

Leia Também