08002825480

Qual a importância da ciência de dados para tomada de decisões?

Ler depois

Qual a importância da ciência de dados para tomada de decisões?

Ler depois

A ciência de dados é voltada para o estudo e análise de informações estratégicas e tem como objetivo extrair novas informações, insights e formular conhecimentos para amparar o processo de tomada de decisões.

Como você costuma conduzir o seu processo de tomada de decisões? Algumas pessoas ainda acreditam no mito do empreendedor genial, que tem ideias durante a madrugada, conduz a equipe com excentricidade e encara cada escolha como uma emocionante e arriscada batalha de pôquer.

Hoje, com o grande volume de informações e tecnologias que circulam pelas empresas, essa figura tornou-se tão infundada quanto impertinente. Saber o que é ciência de dados tornou-se essencial para qualquer empreendedor que queira se destacar no mercado. Quer aprender um pouco mais sobre o conceito e entender como ele pode ajudar na administração de sua empresa? Acompanhe!

O que é ciência de dados?

Antes, os gestores utilizavam planilhas do Excel e outras formas simples para o cálculo de números. Atualmente, graças ao grande volume de dados coletado por empresas dos mais diversos portes, é necessário que saibamos analisar essas informações de maneira mais profunda.

A ciência de dados é uma área interdisciplinar, que estuda e analisa informações com o propósito de fomentar insights e amparar líderes na formulação de conhecimentos e no entendimento dos mais variados contextos. Bom exemplo disso é a Netflix, que analisa os dados de seus assinantes para criar filmes e séries que caiam no gosto da audiência.

A série “House of Cards” foi elaborada após a empresa perceber o quanto as pessoas procuravam pelas produções do diretor David Fincher e do ator Kevin Spacey. “Stranger Things” também foi produzida após os executivos identificarem a busca por produções saudosistas dos anos 80, como “E.T.” e “Gremlins”. Observe que, embora os dados guiem a tomada de decisões, eles continuam servindo o interesse das pessoas.

Há uma série de benefícios em desfrutar da ciência de dados nos processos de rotina empresarial. O maior deles é fazer escolhas com o apoio de informações consistentes e verificáveis, um item importante em tempos de fake news, não é mesmo? Empresas orientadas por dados realizam projeções mais inteligentes sobre o mercado, visualizam tendências de comportamento com maior antecedência, preparam soluções mais assertivas e, como consequência, têm maior retorno sobre o investimento.

Quais são as fontes dos dados?

Os dados a serem analisados podem partir das mais diversas fontes, como:

  • Interações com clientes no call center;
  • Chats online;
  • Troca de e-mails;
  • Manifestações dos clientes nas redes sociais;
  • Formulários de cadastro no site;
  • Entre outros.

Vale citar ainda os dados gerados pelos diferentes departamentos de sua organização, como vendas e logística, especialmente os coletados em softwares de gestão empresarial e devidamente armazenados. Afinal, antes mesmo de buscar gerar mais informações, é importante que você examine o que já tem. Por isso, é tão importante contar com soluções de segurança multidispositivo, capazes de proteger os dados gerados dentro de sua organização.

Quais informações devem ser analisadas?

Depende de quais são os seus objetivos. Antes de colocar todos os seus computadores a postos e se certificar que se tratam de dados confiáveis, você deve saber qual caminho deseja seguir. Trace metas e objetivos alinhados com o seu planejamento estratégico. Reúna seus colaboradores e, juntos, definam um propósito específico para os resultados da análise de dados.

É comum que as pessoas se sobrecarreguem com as muitas possibilidades de informações a serem coletadas. Fazer essa busca com o auxílio de um planejamento facilita a otimização das buscas e torna o processo mais ágil.

Quais são as ferramentas ideais para fazer esse tipo de análise?

A ciência de dados já foi para poucos. Hoje, tecnologias e ferramentas destinadas à análise de grandes quantidades de informação (a era do Big Data) amparam empreendedores dos mais variados perfis e requerem pouco mais do que conhecimentos básicos de informática.

Os softwares de gestão empresarial (ERP), como já mencionamos, ajudam a coletar e organizar os dados que circulam em sua empresa. Além deles, ferramentas de Business Intelligence (BI) são voltadas exatamente para esse tipo de função. Elas amparam no cruzamento e organização de dados, mostrando preferências de clientes, padrões de comportamento e tendências de mercado. Algumas empresas optam por soluções customizadas, o que pode ser uma opção interessante, caso você tenha recursos para esse projeto.

É importante lembrar que pouco adianta receber relatórios bem detalhados se você não sabe interpretar e estabelecer ligações entre as informações. Portanto, assim como é essencial contar com boas fer17ramentas para a coleta e análise de dados, é importante que você também esteja ao lado de profissionais que se disponham a examinar essas informações com cuidado, utilizando-as a favor dos objetivos de seu negócio e estabelecendo ligações que movam a sua empresa para um entendimento mais amplo do mercado.

Agora que você já sabe o que é ciência de dados e como ela pode beneficiar a sua empresa, leia o nosso post especial com uma série de dicas para melhorar o seu processo de tomada de decisões!

Leia Também