08002825480

O que é VPN? Descubra se sua empresa precisa de uma rede privada!

Ler depois

O que é VPN? Descubra se sua empresa precisa de uma rede privada!

Ler depois

Todo bom aventureiro que se depara com terras desconhecidas carrega consigo alguns itens de segurança: canivetes, chapéu, botas, cantil e suprimentos. No ambiente digital, não é diferente. Quando você trabalha em uma rede da qual não é proprietário, não gerencia ou não confia no responsável por ela, é essencial entender o que é VPN.

Um inocente acesso em uma cafeteria ou em um aeroporto pode representar alto risco para o tráfego de seus dados. Por isso, se você se preocupa com o sigilo dos dados de sua empresa e com a sua privacidade, está na hora de conhecer as possibilidades desse recurso. A seguir, aprenda um pouco mais sobre as VPNs com o conteúdo que preparamos!

O que é VPN?

VPN (Virtual Private Network) é uma rede virtual privada que se ampara na criptografia para transmitir dados de um ponto a outro com integridade. Ela permite, assim, o acesso remoto a recursos de uma rede local — mesmo que você não esteja conectado fisicamente a ela —, e garante a troca segura de informações pela internet.

Se você gosta de histórias de espionagem, já deve ter lido sobre a criptografia. Esse processo, responsável por embaralhar as informações em um esquema de VPN para que não sejam lidas por quem não deve acessá-las, impede que cibercriminosos interceptem seus dados. Ou seja, ao tentar invadir suas operações, deparam-se com códigos ilegíveis.

Quais são os tipos de VPN existentes?

Há uma série de VPNs no mercado. As diferenças entre elas residem nos protocolos de comunicação a serem utilizados. Alguns deles são:

  • PPTP (Point-to-Point Tunneling Protocol);
  • L2TP (Layer 2 Tunneling Protocol);
  • SSL (Secure Socket Layer);
  • IPSec (Internet Protocol Security).

Em geral, o protocolo é recomendado pelo provedor de serviços. Além da diferença de protocolos, há também as variações quanto à mobilidade.

Uma VPN móvel permite que dispositivos como notebooks, smartphones e tablets façam acesso criptografado e autenticado à rede de uma corporação de qualquer lugar do mundo. Todos os tipos de VPN requerem um dispositivo como servidor para que os usuários se conectem a ele. Com uma VPN móvel, esse servidor pode ser parte de um serviço na nuvem.

Uma VPN tradicional se apoia no IP do usuário para se manter estável. Em uma VPN móvel, por outro lado, é possível se adaptar às mudanças de IP dos usuários, conectando-se às redes de hotéis, cafés e outros tipos de estabelecimentos — isso porque a VPN tradicional requer um endereço estático para funcionar. O endereço lógico, utilizado pelas VPNs móveis, é vinculado ao dispositivo.

Nos servidores de VPN mais recomendados, o padrão de criptografia adotado é o AES (Advanced Encryption Standard) 256-bit. Esse número significa a complexidade da cifra aplicada à criptografia. Quanto maior este número for, mais possibilidades existem — o que torna o código mais difícil de ser decifrado.

Como funciona uma VPN?

O uso de uma VPN para assegurar a integridade de seus dados funciona da seguinte maneira:

  1. Com seu serviço de VPN ativado, você se conecta à internet e, em seguida, a um dos servidores do provedor de VPN;
  2. Esses servidores fornecem um endereço IP para você. Basicamente, é um conjunto exclusivo de números que identifica seu dispositivo e, no caso de um esquema VPN, parte de um servidor específico — ou seja, no lugar de usar seu próprio IP, você usa um que pertence ao provedor de VPN;
  3. A conexão entre seu dispositivo e o servidor ao qual você está de fato se conectando passa a ser criptografada, ou seja, seus dados são convertidos em código para impedir o acesso não autorizado;
  4. Com seu endereço IP oculto, você acessa a internet com privacidade, evitando que sua navegação seja monitorada ou rastreada.

Quais são as vantagens da VPN?

A VPN amplia a segurança e permite o acesso a vários recursos em uma rede na qual você não está conectado. Para funcionários que precisam trabalhar remotamente, esse recurso é especialmente útil, pois impede que conexões sejam interceptadas.

Se você faz questão de privacidade, a VPN também traz recursos para você. Esteja você em um ambiente com alto nível de monitoramento ou totalmente livre, a VPN permite que a comunicação se mantenha segura e criptografada.

E quais são as desvantagens?

Existem poucas desvantagens no uso de uma VPN. A principal delas é que a velocidade de conexão diminui. Isso ocorre porque a sua ligação com a VPN pode partir de outros territórios, resultando em um processo um pouco mais demorado — é o que chamamos de latência.

Além desse fator de lentidão, o processo de criptografia requer que seus dados passem por um tratamento. Ou seja, primeiro são criptografados; quando recebidos, são descriptografados.

O que observar ao contratar um serviço de VPN?

Para contratar uma VPN é essencial que você observe os protocolos, locais de saída, se há registro de informações, aplicativos móveis, proteção contra vírus e o preço. Entenda mais sobre algumas dessas questões!

Protocolos

Um bom serviço de VPN inclui protocolos como SSL ou OpenVPN, PPTP, TLS, L2TP e IPSec. As conexões SSL ainda são as mais utilizadas para fornecer uma navegação segura, mas é importante lembrar que cada protocolo tem suas vantagens e desvantagens.

Locais de saída

Se você se preocupa com a privacidade da sua navegação, precisa ficar de olho nos locais de saída oferecidos pelo serviço. Afinal, ainda há pessoas apreensivas com o que o governo pode fazer em relação aos seus dados. Observe se a empresa tem servidores em múltiplos locais ou naqueles em que você tem interesse.

Registro de informações

Quando nos conectamos a um serviço de VPN, confiamos nossos dados a ele. Por isso, ao contratar esse tipo de serviço, verifique as políticas de registro de informações. O governo de qualquer país pode requisitar registros mantidos por essas empresas, por exemplo.

Aplicativos móveis

Se você adota políticas de home office e seus colaboradores se mantêm conectados em datas não convencionais, é interessante que se preocupe com a segurança dos smartphones utilizados em sua empresa. Os bons provedores oferecem também soluções para dispositivos móveis. Apenas procure não usar dois VPNs diferentes com termos distintos em seu notebook e no smartphone. Assim, você se mantém mais seguro.

Proteção contra vírus

É bem verdade que uma VPN amplia a segurança de sua navegação, mas não está livre de ameaças. Observe se o serviço de VPN inclui um programa que possa escanear os arquivos baixados, bem como emitir alertas de proteção durante suas atividades.

Além das políticas de privacidade e dos termos de serviço do provedor, verifique também as vantagens oferecidas pelas versões pagas e as gratuitas. É essencial que cumpram a balança do custo-benefício. Em geral, serviços gratuitos registram suas atividades para direcionar anúncios, ou seja, você perde em privacidade. Um período de testes pode amparar melhor a sua escolha.

Se você entendeu o que é VPN e se interessou pelos benefícios desse serviço para a privacidade das suas operações, conheça o nosso VPN VIP! Você pode, por exemplo, definir quais informações têm prioridade de tráfego para agilizar seus processos. Além disso, independentemente dos dados trafegados e da distância entre os pontos, o valor mensal é fixo!

Assine o Blog Oi Conexus e receba gratuitamente em seu e-mail mais novidades e dicas sobre tecnologia, com soluções para você e sua empresa. Basta preencher o formulário abaixo!

Leia Também