08002825480

O que é computação em nuvem? Entenda a cloud

Ler depois

O que é computação em nuvem? Entenda a cloud

Ler depois

O modelo de computação em nuvem está ligado à possibilidade de executar tarefas e acessar informações exclusivamente por meio de uma conexão com a internet. Entenda o conceito de cloud computing e como aplicá-lo em sua empresa.

Algumas tecnologias têm a capacidade de revolucionar a maneira de pensarmos os negócios, e a computação em nuvem é uma delas. Há anos considerada uma tendência, atualmente a cloud computing já é uma realidade.

Algumas instituições saíram na frente no uso dessa tecnologia, mas ainda está em tempo de pequenas e médias empresas encontrarem novas maneiras de investir em recursos de TI para que possam competir com grandes companhias.

Preparamos este post pensando em você, que quer entender um pouco mais sobre o que é cloud computing, seus usos e benefícios. Continue conosco e confira!

Computação em nuvem

A primeira coisa que temos de deixar bem claro é o conceito de cloud. O modelo de computação em nuvem está ligado à possibilidade de executar tarefas e acessar informações exclusivamente por meio de uma conexão com a internet. Ou seja, não é necessário realizar a instalação de aplicativos e programas diretamente no computador, já que todos os sistemas estarão disponíveis como serviços on-line.

A ideia geral, ao dizer que a computação ocorre “nas nuvens”, é que você não tem conhecimento de onde estão hospedados fisicamente os serviços, e tal informação não fará diferença na hora de utilizá-los.

O armazenamento em nuvem

Uma dúvida que pode surgir está relacionada à diferença entre armazenamento em nuvem e sua relação com o cloud computing. Os termos são próximos, porém, na computação, existe a ocorrência de processamento de dados e não apenas a alocação de espaço na memória.

O armazenamento em nuvem funciona como um HD, no qual você guardará seus arquivos e informações para acessá-los de qualquer dispositivo com conexão com à internet. Porém, isso não implica dizer que você está fazendo uso de computação em nuvem, esta ocorre quando se faz uso de recursos de computação, como processamento de dados, rede software, aplicações, etc. pela internet.

A nuvem na sua vida

Talvez você não perceba, mas boa parte das interações que você tem com a tecnologia é baseada na computação em nuvem. Ao utilizar as redes sociais, você está em contato direto com a cloud computing. Qualquer ação que você realiza em tais ambientes desencadeia um processamento em algum lugar onde esses dados estão armazenados.

Além disso, muitas funções do seu smartphone fazem uso dessa tecnologia. Aplicativos, em geral, deixam uma camada simples de aplicação, responsável por coletar dados em seu telefone, enquanto a maior parte do processamento ocorre nos servidores da nuvem. E quanto maior o pacote de dados de seu celular, melhor será o desempenho dessas funções.

A nuvem nas empresas

O mundo corporativo se complementa bastante com a adoção da computação em nuvem. A ideia geral de cloud computing pode trazer inúmeros benefícios para a gestão de um negócio, buscando aumentar a produtividade e a eficácia de sua empresa.

Com ela, diversas atividades que anteriormente só poderiam ser executadas in locum, hoje podem ser realizadas em qualquer lugar. O impacto no dia a dia de empresas é tal, que a computação em nuvem possibilitou até mesmo o desenvolvimento do modelo home office. Basta ter uma boa conexão com a internet e um plano de dados compatível com suas necessidades que você pode editar as planilhas de finanças de sua empresa online, por exemplo.

Menor custo

A principal dificuldade das pequenas e médias empresas é a montagem de um ambiente de TI competitivo. A tecnologia evolui muito rápido, e os equipamentos, assim como sua manutenção, têm custos bem altos.

A implantação de uma estratégia voltada para a computação em nuvem pode ajudar a reduzir diretamente seus custos com o espaço físico necessário para abrigar a infraestrutura e, indiretamente, gastos com hardwares, licenças de software e pessoal especializado.

Escalabilidade e flexibilidade

Duas das vantagens mais procuradas ao se investir em cloud são a escalabilidade e a flexibilidade. Caso sua empresa necessite aumentar o poder de processamento, isso pode ser feito rapidamente em uma plataforma de gerenciamento em nuvem.

Se você não precisa contar com esse poder de processamento o tempo todo, não é necessário manter os recursos ociosos. Basta solicitar um aumento de potência, de acordo com a demanda, e o melhor de tudo é que você só paga pelo que utiliza.

Acesso global

Com a computação em nuvem, seus sistemas poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, desde que exista uma conexão com a internet. Assim, como já citamos, você e seus colaboradores poderão trabalhar a qualquer momento de onde quer que estejam — basta uma conexão com a internet.

Aliada a um bom link de rede com um plano de dados empresarial, a mobilidade entregue pelo cloud computing é um diferencial que pode auxiliar sua empresa a se destacar no mercado. Caso você comercialize soluções em software, uma parceria com a nuvem garantirá uma estabilidade que, talvez, não fosse possível em servidores locais.

Os tipos de serviço em nuvem

Os serviços em nuvem podem ser divididos em três categorias. Cada uma delas tem características distintas e podem ser utilizadas de acordo com as demandas exigidas. São elas:

IaaS (Infraestrutura como Serviço)

Essa pode ser considerada a categoria básica de serviços em nuvem. Nela, você realiza a contratação de uma infraestrutura completa de TI, com servidores, máquinas virtuais, sistemas operacionais e armazenamento.

PaaS (Plataforma como Serviço)

Esse serviço refere-se à contratação de um ambiente sob demanda para o desenvolvimento de aplicações, com possibilidade de teste e gerenciamento. Foi criado para facilitar o desenvolvimento colaborativo de aplicações móveis ou web de maneira ágil, sem sofrer com problemas de configuração em máquinas diferentes.

SaaS (Software como Serviço)

Essa é uma categoria na qual são fornecidos sistemas pela internet, geralmente por meio de assinaturas. Os provedores realizam a hospedagem e o gerenciamento das aplicações e do ambiente; e você contrata apenas o uso do sistema, sem ter de se preocupar com mais nenhum requisito além de utilizar a aplicação.

Os tipos de implantação da nuvem

Existem três formas de implantar uma estratégia de cloud em sua empresa. Vamos listar cada uma delas para que você analise qual se encaixa melhor a sua realidade.

Nuvem pública

As nuvens públicas são de propriedade de fornecedores de serviços de cloud, e sua manutenção e gerenciamento também são responsabilidades desses provedores. Você pode acessar sua conta e realizar alterações via navegador com acesso à internet. Toda a segurança é provida pelos fornecedores, que buscam, a cada dia, melhorar os serviços de proteção de dados.

Nuvem privada

A nuvem privada é criada quando uma empresa utiliza seus próprios recursos de TI para conectar seus servidores à internet e conceder acesso externo. Também é possível realizar a contratação de recursos de terceiros para a hospedagem dos sistemas e informações da empresa.

Nuvem híbrida

A tecnologia de nuvem híbrida é uma mescla das anteriores. Suas aplicações permitem o compartilhamento de arquivos e recursos entre as duas nuvens, criando, como o nome diz, um ambiente híbrido entre nuvem pública e a privada.

A computação em nuvem pode ser uma grande aliada das micro e pequenas empresas na hora de economizar e conquistar o mercado, porém, para isso, é necessário investir em um bom plano de internet empresarial.

Na Oi pra Empresas, além de planos exclusivos, você também pode contar com a Oi Smartcloud. Confira nossas soluções em nuvem!

Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e permita que seus amigos e colegas também saibam o que é computação em nuvem!

Oi Internet empresarial

BANDA LARGA

BANDA LARGA

Soluções e tecnologia pro seu negócio.

Leia Também