08002825480

Blockchain: está na hora da sua empresa começar a pensar nisso?

Ler depois

Blockchain: está na hora da sua empresa começar a pensar nisso?

Ler depois

A economia compartilhada vem mudando radicalmente a concepção de negócios e seu aprofundamento segue uma marcha em ritmo acelerado. Hoje, o blockchain é a maior prova disso. Isso acontece porque, por seu intermédio, até mesmo as funções de agentes públicos estão em xeque.

Não por acaso, ele também é conhecido como protocolo de confiança. É como se fosse um colossal registro público de atividades, mas sem a interferência de uma empresa ou governo.

À medida que mais pessoas aderem a esse banco de dados compartilhado por todos e do qual ninguém é dono, mais ele cresce em credibilidade e em poder de armazenamento.

Parece confuso? Então, veja agora algumas das aplicações dessa tecnologia promissora que vai empoderar cada vez mais os seus usuários!

Facilita transações comerciais

A origem do blockchain está ligada ao surgimento das criptomoedas, como as bitcoins. Não por acaso, há quem confunda os termos.

Entretanto, a relação entre ambos é como a existente entre dinheiro e bancos. As moedas virtuais existem porque estão em um ambiente baseado em blockchain, de forma parecida com que o dinheiro circula em instituições financeiras.

É essa existência virtual e descentralizada que desburocratiza as transações financeiras, como faz o aplicativo Paycase.  Totalmente baseado em blockchain, ele permite envio de dinheiro em operações internacionais muito mais rápido do que os bancos e empresas como Western Union.

Tudo à prova de fraudes e de tarifas obscuras, já que as operações seguem protocolos de registro eletrônicos que não podem ser modificados.

Cria marketplaces distribuídos e autônomos

comércio eletrônico ganha um novo impulso com o protocolo de confiança. Nele, é possível basear atividades comerciais com um mínimo de intermediadores entre o que a sua loja vende e o consumidor final.

É como se a cada venda fosse dispensada a atuação de tecnologias de pagamento pela internet. Tudo acontece dentro da blockchain, que garante o envio de dinheiro em formato digital e a posterior entrega da mercadoria por meio de rastreamento.

Gerencia e assegura registros privados e descentralizados

Um ótimo exemplo do que o conceito de banco de dados distribuído pode fazer quando materializado no blockchain é o aplicativo UProof. Trata-se de um banco de dados que armazena imagens e vídeos, guardados com uma chave de marcação inalterável em que consta data, hora e local onde o registro foi feito.

Dessa forma, uma imagem pode servir como prova irrefutável de que alguém estava presente em um lugar, eliminando a possibilidade de adulteração. Por meio do app Ascribe, o mesmo princípio já está sendo usado por artistas para reivindicar direitos autorais.

Acompanha a procedência de produtos e materiais

Outro setor beneficiado com a garantia de procedência que só o blockchain é capaz de assegurar é o de logística. Assim tem feito a rede Walmart, que utiliza a tecnologia para rastrear e identificar a origem dos alimentos que vende.

Assim, se uma maçã em suas prateleiras estiver estragada, é possível saber onde ela foi cultivada. Para isso, todos os agentes envolvidos na produção e transporte do produto devem cadastrar dados como temperatura, condições de armazenamento e outros no banco de dados compartilhado.

Dessa forma, é possível saber a real causa de uma possível contaminação, evitando que distribuidores e intermediários sejam responsabilizados por algo que não seria de sua competência.

Oferece possibilidades para além das finanças

Todos podem aderir desde já ao crescente banco de dados distribuído e utilizar o blockchain a favor de suas atividades. Veja alguns exemplos resumidos!

Varejo

Como você viu, é possível utilizar a tecnologia para garantir a procedência dos produtos vendidos. Assim, você evita a intermediação por parte de distribuidores não confiáveis ou que trabalhem com indústrias ou propriedades agrícolas não comprometidas com a qualidade e segurança.

Indústria

Quem fabrica mercadorias pode agregar valor registrando seus produtos na blockchain para torná-los rastreáveis.

Artistas

A crise da indústria fonográfica reduziu o estímulo à criação, uma vez que os autores passaram a ganhar muito pouco pelas suas composições. Com a tecnologia blockchain, uma nova perspectiva se abriu para artistas de diversos segmentos.

Não são fascinantes as possibilidades que o blockchain traz? Se você também tem interesse no assunto ou uma ideia a respeito do tema, deixe um comentário!

Leia Também