O guia rápido para revender produtos que vão trazer lucro!

Ler depois

O guia rápido para revender produtos que vão trazer lucro!

Ler depois

Em tempos de orçamento familiar apertado, revender produtos é uma opção considerada por muitas pessoas e embrião de diversos empreendimentos de sucesso. Dedicar-se a essa atividade oferece diversas vantagens.

É possível, inicialmente, conciliar as vendas com o emprego formal ou fazer delas sua principal fonte de renda. Além disso, o investimento inicial é baixo e é possível aproveitar o círculo de amizades para se dar bem.

Neste post, preparamos uma série de dicas que vão ajudá-lo a encontrar a mercadoria certa para comercializar. Vamos lá? Boa leitura!

Tenha afinidade com o produto que você vai revender

Escolher um produto que você tenha afinidade é o primeiro passo para entrar no mercado de revenda. Procure por uma mercadoria que você usa, usaria ou recomendaria para amigos e familiares. Essa condição é importante para criar argumentos sólidos de venda.

Em seguida, faça uma pesquisa completa sobre a imagem da marca perante o público e qual é o apoio que ela fornece aos revendedores. Verifique, por exemplo, o tempo de atuação, o número de consultores, o índice de satisfação deles com a empresa e a linha de produtos disponível para revenda.

Outro ponto importante a ser considerado são as políticas de incentivo da empresa para seus revendedores.

Avalie também, se a empresa oferece treinamentos, congressos ou eventos que lhe permitam ampliar os conhecimentos e desenvolver técnicas de negociação e se confere premiações aos consultores que batem metas ou que mais se destacam.

Uma dica fundamental: cuidado para não fazer parte de um esquema de marketing de Pirâmide. A prática utiliza a venda de produtos como disfarce e promete ganhos significativos para quem indica novos membros para a organização.

Essa atividade é classificada como crime, pois o sistema não se sustenta e, ao quebrar, gera danos para a rede de participantes. Apenas um número reduzido de indivíduos (aqueles que iniciaram a pirâmide) consegue se beneficiar. Assim, pesquise sobre a reputação da empresa e desconfie de negócios que prometem muitos resultados com pouco esforço.

Conheça bem a sua rede de contatos

A afinidade com a marca precisa ser relacionada com a sua rede de contatos. Afinal, as pessoas mais próximas serão o público em potencial para o início de suas vendas — até que você consiga efetivamente desenvolver uma carteira maior de consumidores.

Dessa forma, não vale a pena investir na revenda de produtos esotéricos, por exemplo, se os seus amigos, familiares e colegas de trabalho não têm interesse em temas mais místicos. Assim, busque conhecer as necessidades daqueles que estão à sua volta para oferecer soluções e produtos voltados para esse público.

Avalie o investimento necessário para começar

O investimento inicial é outra questão que precisa ser considerada por quem deseja iniciar a revenda de mercadorias. Existem, pelo menos, três modalidades a serem consideradas:

  • Aquisição;
  • Consignação;
  • Catálogo.

Na primeira opção (aquisição), você precisa comprar os produtos para revendê-los depois. Bastante utilizada por quem comercializa roupas, esse formato normalmente rende um lucro maior para quem o realiza.

A desvantagem é o maior investimento e, consequentemente, um risco mais elevado quando comparado a outras modalidades.

Na venda por consignação, não é preciso adquirir os produtos para revendê-los. Funciona mais ou menos como um empréstimo: você fica com as mercadorias e paga uma taxa por aquelas que conseguir comercializar. Os produtos que não forem vendidos podem ser devolvidos para a empresa.

Por fim, disponibilizar catálogos para revenda de produtos consiste no formato de vendas mais simples dos três: o vendedor apresenta uma lista de mercadorias (normalmente em formato de revista) e encomenda para a empresa aqueles que forem escolhidos pelo cliente.

Para aderir a esse formato, normalmente é cobrado um sinal de quem deseja se tornar revendedor, a fim de garantir o comprometimento.

Escolha o mercado em que você vai atuar

Ideias de produtos para revender não faltam. Cada vez mais o leque de opções aumenta e saber escolher entre diversas opções é um desafio para o empreendedor. Confira a seguir os mercados mais populares!

Maquiagem

Mesmo em tempo de crise, os cuidados com a beleza nunca são deixados de lado. Assim, investir em produtos de maquiagem para revenda costuma ser uma alternativa atraente.

Existem diversas marcas voltadas para o modelo de negócios baseado em consultoria de venda. Dessa forma, basta escolher aquela que oferece mais vantagens para você.  Normalmente, as vendas são realizadas por catálogo e a margem de lucro varia entre 20% a 40%.

Produtos de limpeza para o lar

Há pelo menos duas vantagens em trabalhar com produtos de limpeza doméstica: todo mundo precisa adquiri-los e não é comum outras pessoas trabalharem com a revenda desses artigos.

Pesquise pelo preço desses produtos em atacados ou diretamente com as fábricas. Quanto mais baixo o valor que você conseguir, mais competitivas  serão as suas vendas.

Perfumes

Perfumes são artigos caros quando vendidos em lojas. Contudo, existem linhas que trabalham com consultores, que praticam preços muito mais acessíveis. Por essa razão, a revenda de fragrâncias é bastante popular.

Roupas

A revenda de roupas geralmente é um pouco mais complexa que os demais formatos. Isso ocorre pois, normalmente, é preciso adquirir as peças para comercializá-las depois. Assim, é muito importante conhecer o que está na moda e antecipar tendências.

Outra dificuldade é conseguir estimar o tamanho de cada item e a respectiva quantidade. Ficar com a mercadoria parada é o pior cenário para uma revendedora, por isso, é preciso conhecer muito bem a clientela.

A vantagem da venda de roupas é a margem de lucro, maior do que nos demais segmentos. Como você terá comprado os artigos, poderá estimar o preço de acordo com o mercado e, assim, ter mais chances de faturamento.

Utilize a tecnologia para revender produtos

Criar listas de transmissão e permitir a solicitação de pedidos via WhatsApp, divulgar fotos e vídeos no Instagram, manter seu perfil com produtos atualizados no Facebook: essas são algumas das formas de usar todo o potencial da Internet e das redes sociais a favor do seu negócio.

Essas ferramentas diminuem a distância entre o vendedor e os clientes e já são ferramentas aliadas fundamentais para quem deseja ter sucesso. Assim, não se esqueça de desenvolver estratégias de divulgação e de relacionamento com seu público por meio desses canais.

Revender produtos, como você pôde observar, é uma alternativa atraente para quem precisa de renda extra ou mesmo para quem deseja fazer da atividade sua principal fonte de sustento. O investimento inicial é baixo quando comparado a outras modalidades de negócio e o horário de atuação é flexível.

O desafio para ter um bom lucro é criar uma rede de clientes ativos. Para isso, vale investir em técnicas de vendas e no alcance da Internet.

E aí, gostou do conteúdo? Conhece alguém que pode se beneficiar com esse modelo de negócio? Então, compartilhe este post agora mesmo e ajude seus amigos e familiares a conhecer mais sobre a revenda de produtos!

Ah, e não deixe de preencher o formulário abaixo e receber mais dicas e novidades para seu negócio.

Leia Também